Quem somos

Quem somos

A Organização de Auxílio Fraterno (OAF) foi fundada em 07 de agosto de 1960, por um monge beneditino olivetano, Dom Ignácio de Lezama, uruguaio, da Abadia de São Bento de Ribeirão Preto, após a visita que o religioso fez ao Recife. Com o objetivo de atender e auxiliar pessoas de comunidades carentes, o monge procurou apoio na sociedade pernambucana e na arquidiocese de Olinda e Recife, para adquirir recursos e criar uma entidade sem fins lucrativos, sendo então denominada OAF do Recife.

Inicialmente, a instituição começou suas funções com um trabalho semelhante à de outra ONG já existente na cidade de São Paulo.
Em 10 de outubro de 1964, a OAF obteve seu próprio estatuto publicado no Diário Oficial do Estado de Pernambuco, adquirindo personalidade jurídica própria.

Em 22 de Novembro de 1965, a OAF do Recife foi reconhecida como instituição de Utilidade Pública Municipal pela Lei Municipal nº. 9.616 de 18 de Junho de 1966.

Com a inclusão dos jovens carentes, a OAF beneficia cerca de 351 pessoas, entre crianças e adolescentes, contribuindo na formação artística, educacional e cultural dos mesmos, diminuindo os riscos de vulnerabilidade social à marginalidade, às drogas e aos riscos, em geral.

Com forte dedicação aos projetos culturais, os grupos da OAF hoje são convidados frequentemente para se apresentar em escolas e outras instituições como no Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip).
Essas atividades ajudam a consolidar a imagem da Organização de Auxilio Fraterno, que hoje é referência na comunidade dos Coelhos, no Recife.